terça-feira, 31 de maio de 2011

Atômico


nosso amor nuclear
nutre no ar.

expande, devasta...

é reação gama
do amar.

Alan Félix