sábado, 7 de agosto de 2010

Terreiro



O chão do quintal tremia
e os trovões que rogam, rugiam.

A bandeira firme erguia
a fé branca aos céus.

O cântico dos atabaques,
e uma velha a saudar "Kawô kabiecilê!"..

(Alan Félix)