terça-feira, 10 de novembro de 2009

Efervescência


O sêmen escorre
entre os peitos de cetim,
trilhando na efervescência da pele
o teu caminho.

Incerto como o vento silvestre,
guia-te
cegamente nos intervalos
do teu corpo.

Á esmo migra para os campos
virgens do tua cintura – segue a sul
brotando no meridiano
do teu desejo.

Alastra-se nos relevos da virilha,
escorrendo para o canal espesso
da tua vagina.

(Alan Félix)