quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Cardeais


Qual o nosso rumo?

Os seus passos migram para o N
Os meus abraços migram para o S

Os seus olhos nascente preferem o E
Os meus olhos poente apontam para W

Nem as rosas que colhemos
no vento
sabem o nosso rumo.

(Alan Félix)