sábado, 5 de setembro de 2009

Você & Eu


Era você e eu, as frases apaixonadas
de ‘Dirceu’ em nosso olhar.

Escrevíamos cartas eufóricas
no tom verde dos nossos olhos.

A cada piscar era uma declamação
estonteante de versos lubrificados.

Ao nos olharmos trêmulos,
as palavras dançavam vivas nas retinas.

O balé atônico das palavras,
que os lábios não escreve, mas os olhos dão vida.

E a vida brilhava no reluz dos seus olhos,
e as palavras lá contida nos escrevia.


(Alan Félix)