domingo, 6 de setembro de 2009

Orixá


O atabaque rompia o véu
do silêncio com os orixás.

O chamado da terra batida
nascia a roda nas palmas benditas.

O ioruba mencionado na voz rouca
da mãe, conduzia o cântico.

A primeira filha gemia,
a saia brotava no giro.

O corpo envergava com as batidas,
os olhos transcendiam frenéticos.

O orixá está entre nós!


(Alan Félix)