quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Adenium


A flor do seu desejo
brota na terra árida do meu peito,
feito rosa do deserto.

Pequeno broto carente,
germina com muito amor
e afeto ardente.

Deixa o sol seco que me aquece
penetrar suave na sua folhagem
e o orvalho do meu lábio,
regar seu corpo ressecado.

(Alan Félix)