sábado, 4 de abril de 2009

Mariposa

Mari, pousa seu sonho
no meu colo
faça dele seu oratório.

Mari, pousa seu choro
no meu peito
faça dele seu leito.

Mari, pousa seu cheiro
no meu dedo
para que a mariposa
faça dele o seu lar.

(Alan Félix)