sexta-feira, 10 de abril de 2009

Kama Nossa

Nós dois como concha do mar...

Eu beijando sua nuca,
e você nua a me enrolar,
feito cobertor quente.

Eu carente de fogo teu...
Corpo teu... Me submeteu a todo
ardor do sexo seu...

Nossa cama o apogeu,
Do beijo teu...
No corpo meu...

Todo desejo meu e seu...
Arrepio seu... Ao toque meu...
Nos entorpeceu...

Todo fresco do hálito meu...
No seio seu...
Nos converteu e transcendeu...

(Alan Félix)